Professores seguem com salários cortados após decisão da Justiça, diz Aduneb

0
48

Mesmo depois da decisão liminar que obrigou o governo estadual a pagar os salários de professores grevistas, os docentes das universidades estaduais seguem com salários cortados, de acordo com o Sindicato dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb). A paralisação teve início no dia 4 do mês passado.

“É preciso que a sociedade saiba que o governo descumpriu a liminar. O governo tem essa prática reiterada de descumprimento. O nosso jurídico está recorrendo e pedimos uma multa diária em relação a esse descumprimento. É uma coisa descabida, porque a greve é legal e não tem porque o governo cortar os salários para punir a categoria”, reclama Ana Margarete, coordenadora jurídica da Aduneb.

Representantes da categoria se reúnem às 11h de hoje na Assembleia Legislativa com deputados da base do governo estadual, como Rosemberg Pinto (PT) e Fabíola Mansur (PSB).

“Estamos na expectativa de que nessa reunião tenha uma decisão. Não queremos greve ad infinitum”, completa Ana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here