Educadora da rede municipal debate no Canadá projeto pedagógico aplicado em escola de Lauro de Freitas

0
27

A educadora da rede municipal de Lauro de Freitas, Leila Patrícia Bispo dos Santos França, foi a quinta colocada do Nordeste no Programa Profissional de Professores da Educação Básica no Canadá, na categoria Fundamental I, promovido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). No início do mês de julho, a professora que ministra aulas de inglês no Centro Educacional Municipal Fênix embarca para o país da América do Norte, onde permanecerá até o final de agosto.
Durante os dois meses, Leila irá discutir com outros profissionais sobre propostas pedagógicas, processos educativos, desenvolvimento cognitivo do aluno entre outras temáticas voltadas para o aperfeiçoamento profissional e pessoal. “Será uma experiência única, que mostra o reconhecimento pelo meu trabalho, pois eu fui aprovada por conta do meu projeto pedagógico; a prática cotidiana que desenvolvo aqui na escola municipal será compartilhada com educadores de outros países”, ressalta.
Leila concorreu no programa com o projeto ‘Once upon a time’, que traduzido para o português quer dizer ‘Era uma vez’. O título do projeto faz referência direta à sua proposta que inclui elementos lúdicos como música, teatro, cinema e literatura, na língua inglesa, para ensinar o idioma. Com isso, ela desenvolve um trabalho interdisciplinar, motivando o aluno a aprender inglês, além de trabalhar valores sociais como respeito ao próximo, solidariedade, amor e a cultura da paz.
“O projeto resgata a autoestima do educando, mostra que eles são capazes de fazer quaisquer coisas, por meio de diversas linguagens artísticas que têm o poder de nos fazer viajar pelo mundo”, disse. Além de cumprir o currículo pedagógico, o projeto da professora Leila culmina com a produção de um roteiro para musical bilingue apresentado no final do ano. “Já trabalhamos com o Fantasma da Ópera, Cats, Rei Leão, A Bela e a Fera, Pequena Sereia e Mário Brothers”.
A educadora, que compõe o quadro de ensino da rede municipal desde 2007, também foi aprovada em outro projeto da Capes – o Programa de Desenvolvimento de Professores de Inglês. O PDPI é fruto da parceria da coordenação com aFulbraight, uma agência do governo americano que trabalha com a pesquisa. “Eu optei pelo outro programa pela possibilidade de apresentar o meu método de ensino e poder discuti-lo; pois no PDPI nós seríamos inseridas em um projeto específico do programa”, explicou.

Jornalista Moabe Breno Ferreira Cosa
ASCOM/PMLF
23/05/2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here