Dupla Ba-Vi: Análises dos Reforços

0
271

Para o pontapé inicial da nossa Coluna A Cancha do Corbacho, onde trataremos sobre a dupla Ba-Vi, nada melhor do que analisar os reforços dos clubes nesta estreia. Tricolor e Rubro-negro seguem ativos no mercado em busca de reforços para a atual temporada.

Os reforços do Bahia

O Bahia tivera feito uma temporada anterior aceitável. Se manteve na elite do futebol brasileiro e, para maior alento dos tricolores, manteve boa parte do elenco. O bom momento organizacional reflete nas ações do clube dentro e fora das quatro linhas.

Para este 2019, o Bahia apresentou reforços de qualidade. Contratações que devem potencializar ainda mais o elenco do Tricolor baiano, por exemplo, com a experiência de atletas como Guilherme e Ernando. Além destes, o setor ofensivo contou com os reforços de Artur, Iago, Rogério e Shaylon. Fala-se ainda no possível retorno de Fernandão. E o sistema defensivo – que ainda carece de reforços – conta com às chegadas de Matheus Silva e Moisés, até então.

O setor que tivera dificuldades na temporada anterior, o sistema defensivo, por vezes, apresentava erros de posicionamento e falhas em jogadas de bolas aéreas. O Bahia, ao apresentar Ernando, busca corrigir estes equívocos defensivos, visto que, é um zagueiro que possui bom posicionamento, senso de antecipação e segurança nas bolas aéreas, além da experiência que pode oferecer.

Os laterais Matheus Silva e Moisés são reforços pontuais para as posições. Matheus, jovem promissor, chega para o lugar de Bruno e vai brigar – e por que não ganhar? – a posição com (de) Nino Paraíba. Moisés, também jovem (23 anos), tem experiência de Série A, esteve bem no Bahia na sua primeira passagem e chega para assumir a titularidade na esquerda. Equilíbrio é uma das suas características!

No setor ofensivo, Shaylon é um meio-campista de criação. Qualifica os passes e finaliza bem de média distância. Opta por atuar na faixa central, porém pode fazer os flancos, sobretudo pela direita. Outro que deve atuar pelo centro – mais próximo do centroavante – é o Guilherme. Características de meio-atacante, se infiltra na área como fator surpresa. Creio que possa render o esperado.

Rogério, Iago e Artur são reforços, inicialmente, para os lados do campo. Preferencialmente pela direita, Artur é uma das melhores aquisições do Bahia na temporada. Habilidoso, rompe as linhas de marcação adversária e auxilia na criatividade da equipe. Iago, que atua pelo flanco esquerdo, é um extremo veloz e com potência nas finalizações. Rogério possui a velocidade como principal característica. Pode ser útil nos momentos precisos de contragolpes, porém o vejo pouco técnico e ineficiente nas finalizações.

Os reforços do Vitória

Já no Vitória, com uma campanha para esquecer em 2018, necessitando de reforços para um plantel pouco qualificado e com dificuldades financeiras, ainda assim – muito pela influência de Marcelo Chamusca – consegue oferecer uma evolução técnica à equipe, ao menos é o que se espera!

As chegadas de Thales e Edcarlos anunciam que o Vitória necessita de zagueiros. Thales precisa tirar a má impressão de quando passou por aqui, acredito que será a primeira opção dentre os reservas, ao menos, inicialmente. Edcarlos é um zagueiro experiente, esteve na temporada anterior com o Goiás na campanha de acesso do Esmeraldino e pode – ainda – oferecer qualidade à defesa do Vitória. Cabível demais uma dupla com Edcarlos e Lucas Ribeiro, caso permaneça. Ainda para a posição, um pouco menos citado, Gabriel Silva pode surpreender e pintar na equipe. Tem qualidade para tal.

A posição de volante também é (era) uma carência perceptível no Rubro-negro. A diretoria contratou dois nomes que estivera no Paraná: Wesley Dias e Leandro Vilela. Boas contratações, diria! Wesley Dias é volante de origem, mas já atuou com o Chamusca no Paysandu de lateral-direito. Terminou o Brasileiro 2018 na posição. Essa polifuncionalidade é fundamental para a disputa da Série B. Enquanto que Leandro Vilela pode atuar como primeiro ou segundo volante. Qualifica as saídas de bola, forte na marcação e finaliza bem de média distância. Fortalece o setor!

Um jogador típico camisa 10, que dita o ritmo e seja o principal responsável pela criatividade da equipe faltou ao Vitória na temporada anterior. Começa a atual temporada com um atleta destas características. O camisa 10 é Ruy! Técnica, passe entrelinhas e criatividade podem ser cruciais para a titularidade de Ruy na equipe de Marcelo Chamusca.

A pedidos do treinador, o Vitória foi em busca de Andrigo. O meio-campista não esteve bem na temporada anterior pelo Sport, apesar de ter demonstrado uma polivalência – chegou a atuar de lateral-direito. A torcida do Leão espera que o Andrigo apresente algo semelhante enquanto esteve no Ceará – comandado por Chamusca – e no Atlético-GO, quando foi um dos destaques ao lado de Everaldo.

Andrigo é um meio-campista que atua pelos lados do campo, sobretudo pelo flanco direito. Possui técnica e se aproxima do centroavante para potencializar as finalizações da equipe. Sabe fazer gols! O vejo como uma boa aquisição da diretoria Rubro-negra.

Outros reforços devem chegar para as equipes baianas. Ainda necessitam de contratações pontuais! No Bahia, fala-se do interesse em Fernandão e Pará, lateral do Flamengo. Vejo a necessidade ainda de um volante que tenha maior mobilidade. Já no Vitória, seria viável qualificar a lateral direita, haja visto, Wesley Dias não queira mais atuar na posição e a aquisição de um centroavante para dividir a responsabilidade de fazer gols com o Léo Ceará.

Por @michelcorbacho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here