A Semana do Clima em Salvador começa hoje (19)

0
16
DCIM100MEDIADJI_0180.JPG

Tem início nesta segunda-feira (19), às 9h, no Salvador Hall , a Semana do Clima da América Latina e Caribe 2019, evento da Organização das Nações Unidas (ONU) que ocorre até a sexta-feira (23). A abertura acontece com a instalação do Painel Salvador de Mudança do Clima, com a presença do prefeito ACM Neto e de autoridades estrangeiras, a exemplo do embaixador da Holanda, Kees Van Rij, além do renomado climatologista mundial Carlos Nobre.

A Prefeitura irá apresentar o Plano Municipal de Adaptação e Mitigação da Mudança Climática, contratado com recursos do BID e que se inicia este mês. O aterro sanitário de Salvador, que transforma lixo em energia suficiente para abastecer uma cidade como Lauro de Freitas, também vai receber uma premiação simbólica em função do trabalho de mitigação do carbono.

O evento acontece na Cidade do Clima, montada no Salvador Hall especialmente para a ocasião, que vai receber autoridades mundiais ao longo da semana. Ou seja, a capital baiana se transforma, a partir desta segunda, no centro dos holofotes do debate climático do planeta. A Cidade do Clima vai receber palestras, mesas de debates e conferências nos espaços Verde, Amarelo e Azul.

O próprio local do evento vai dar o exemplo de sustentabilidade. A praça de alimentação terá estandes compartilhados, que venderão produtos naturais, saudáveis e orgânicos provenientes de produtores locais e de agricultura familiar que trabalham nos biomas Mata Atlântica e Caatinga. Não será servido nada com proteína animal, seguindo as diretrizes baseadas na dieta planetária.

Os resíduos orgânicos provenientes da praça de alimentação e do coffee break serão coletados e destinados à compostagem, processo que transforma restos de alimentos em húmus. Esse composto que será utilizado na horta do terraço do Salvador Shopping. As hortaliças cultivadas com esse composto retornam para os restaurantes do shopping, fazendo parte das opções de pratos para os clientes.

Além disso, todo o material reciclável da Cidade do Clima, como plástico, alumínio, vidro, papel e papelão, será recolhido pela Cooperativa de Catadores Agentes Ecológicos de Canabrava (CAEC), que fará a comercialização deste material para a indústria, gerando renda para 75 famílias. Já as lonas, utilizadas na publicidade do evento, serão destinadas para o Mercado Iaô e Associação Fábrica Cultural, que fomentam a produção artesanal na Península de Itapagipe. Lá, o material será reaproveitado para a produção de bolsas, sacolas e carteiras, beneficiando 2.500 artesãos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here